domingo, 5 de março de 2017

PSICANÁLISE GRAMATICAL E TELEVISÃO

                                         

                                            José Paulo

 “The Blacklist (No Brasil: Lista Negra)[1] é uma série de televisão norte-americana do gênero espionagem, drama policial e ação. Estreou em 23 de setembro de 2013 na rede NBC, e no Brasil uma semana depois, em 1 de outubro de 2013, no canal de televisão paga Sony.[2] A segunda temporada se iniciou em 22 de setembro de 2014.[3] A partir dede outubro de 2015 a Rede Globo passou a exibi-lo em TV aberta.[4] A série também está disponível no Brasil através da Netflix.[5] The Blacklist se encontra na sua quarta temporada”. (WIKIPÉDIA).

Jon Bokenkamp é o dono da ideia de BLACKLIST. Mas os roteiristas são invisíveis, autor anônimo. A internet destaca os prêmios que BLACKLIST obteve: Indicações: Prêmio Globo de Ouro: Melhor Ator em Série Dramática; Prêmio: Prêmio Emmy do Primetime: Melhor Coordenação de Dublês em uma Série, Minissérie ou Filme Dramático.
A premiação é dada pelo CRIMINOSTAT bürokratische DO BURGUÊS DEMOCRATA DO AMERICANISMO na América, e, também do CRIMINOSTAT bürokratische carioca ersatz de democracia americana.  
 Toda crítica à série é um lixo escritural vangloriando-a, e, portanto, inútil para a leitor e espectador. 
A ideia de Jon é apresentar como algo normal a existência fictícia de uma sociedade de espião mundial. Várias séries fazem isso. Então Jon fala dos espiões redistribuindo-os em dois conjuntos de assassinos:
a)            máquina de guerra psicótica sgrammaticatura {agramatical}, que se define por ter um desligamento absoluto gramatical em relação ao campo de afetos. São também criaturas vivas sem ALMOUR (alma + amour); possuídos apenas por interesse monetário e o DEVER de cumprir a missão, a qualquer custo, mesmo que isso signifique a sua própria morte. Esta máquina psicótica é o vilão absoluto abjeto, aversivo, do BLACKLIST.
b)           Heróis pessoas do FBI. Personagens sem sal, sem açúcar, sem pimenta baiana. Uns chatos de galocha.
c)            O sujeitohap {$hap} = Herói assassino psicótico.
O $hap é o centro de gravidade da narrativa industrialis virtual eletrônica. O que é, com efeito, o $hap?

Ele não é um $gpg (sujeito psicótico em permanente estado de gramaticalização pela PSICANÁLISE GRAMATICAL TEOLÓGICA MATERIALISTA RACIONAL DO SARGENTO PAULO. 

Ele é um sujeito em um processo permanente de uma gramaticalização ersatz de gramaticalização do inconsciente da sociedade dos espiões psicóticos mundial. Então, ele é $ersatzgramatical: $ezg.

Tal $ezg é um sujeito no qual o campo de afetos faz pendant com um comportamento biográfico individual ou grupal envolto em aparência de semblância de afeto real. Mas no $ezg, o afeto não é naturalis como tal, ele é artificial fabricado em masse por uma cultura industrialis virtual eletrônica e/ou digitalis. No entanto, o campo de afeto industrialis é metabolizado, adquirido como uma segunda natureza. 

Assim, trata-se da sintetização do campo de afeto da physis da sociedade humana com o campo de afetos da physis da sociedade técnica industrialis orbital: virtual eletrônico e digitalis.
Investigo a fabricação historial da sociedade dos psicóticos em tela na América como efeito da II Guerra Mundial.

O único psicótico em estado permanente de gramaticalização sou eu, José Paulo. Inventei a psicanálise gramatical, pois, meu destino assinalado pelos grandes especialistas sobre psicose (Freud [neurótico brando], Lacan [psicótico delirante intermitente] e Melanie Klein [psicótica reiteradamente internada com surtos devastadores para a sua vida de trabalho e pessoal]) era a loucura avassaladora.

O $jp articula-se com uma subjetividade gramatical biográfica racional fazendo pendant com o campo de afetos e o ALMOUR.  

O $ersatzgramatical ($ezg) vive normalmente no mundo-da-vida, das instituições e da política como efeito da sociedade dos psicóticos = Sgezg (Sujeito gramatical ersatz de gramática)

Qual a característica que o define?

O $ezg significa a subtração de ALMOUR (alma + amour) pela sociedade dos psicóticos = Sgezg (Sujeito gramatical ersatz de gramática). Sem almour, o $ezg é um corpo afetivo mortal, assassino.

A sociedade dos psicóticos = Sgezg (Sujeito gramatical ersatz de gramática) foi fabricada na América do burguês democrata do Arkansas de Henry Truman (Arkansas caipira de Clinton e Hilary Clinton) a partir de 1948.  

A sociedade dos psicóticos = Sgezg (Sujeito gramatical ersatz de gramática) do americanismo do burguês democrata privado tem como expressão, luminar, o CRIMINOSTAT do burguês democrata público bürokratische MUNDIAL.

Juntos, eles são o governo soberano bürokratische da política planetária.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário